ÁGUAS QUENTES SANITÁRIAS | COMO FUNCIONA?

O QUE É?COMO FUNCIONA?QUE BENEFÍCIOS?CARACTERÍSTICASSOLUÇÕES DE FINANCIAMENTOPROGRAMAS DE APOIO


Uma instalação solar térmica é constituída por um conjunto de componentes aptos a captar a radiação solar. A radiação solar é captada pelos coletores solares que a converte em energia térmica. No interior do coletor circula um fluido próprio que será responsável pelo transporte da energia captada até ao permutador de calor, através do qual a energia é transferida para o depósito de água, aquecendo-a. Este sistema solar térmico deve ser complementado por outro sistema convencional, (auxiliar) de produção de energia, que pode, ou não, estar integrado dentro da mesma instalação.

Os sistemas solares térmicos para AQS podem ser de 2 tipos:
 
Sistema Compacto (Termossifão) constituído por um ou dois coletores solares, depósito acumulador e elementos de segurança. O seu funcionamento é baseado na circulação natural do fluido térmico (água + anticongelante), através da alteração da densidade do fluido causada pela variação da sua temperatura. Neste tipo de sistema, o acumulador tem de estar obrigatoriamente colocado no ponto mais alto da instalação. O fluido aquecido pelo coletor acumula-se na parte superior do depósito, ao passo que o fluido mais frio concentra-se na parte inferior do coletor solar, originando o ciclo de aquecimento.
 
Sistema de Circulação Forçada neste tipo de sistemas, a circulação do fluido térmico (água + anticongelante) ocorre por ação de um sistema de bombagem controlado por um sistema de regulação eletrónico. A radiação solar provoca um aumento da temperatura do(s) coletor(es) e quando esse aumento garantir um determinado diferencial de temperatura entre os coletores e o acumulador, o sistema de controlo dará indicação ao circulador para colocar o fluido térmico em movimento. Assim que for atingido determinado diferencial, o sistema de controlo dará indicação ao sistema de bombagem para interromper a circulação do fluido térmico.

SISTEMA COMPACTO OU DE CIRCULAÇÃO FORÇADA?

A escolha de um ou outro sistema dependerá de :
– Potência térmica necessária;
– Critérios de ordem Estética;
– O sistema compacto é autoregulado, isento de peças móveis e controlos eletrónicos;
– No sistema de circulação forçada o depósito de acumulação encontra-se protegido da intempérie, resistindo melhor à corrosão;
– O sistema de circulação forçada facilita a utilização de outras energias de apoio (para além da elétrica) e permite maior controlo sobre a instalação. O seu campo de aplicações é maior, possibilitando a integração com sistemas de aquecimento central e aquecimento de piscinas.
 
Conte com a experiencia dos profissionais SunEnergy para o aconselhar sobre a melhor opção para o seu caso concreto!